UMA CPI DE NETO PARA AVÔ

O neto de Mario Covas, Bruno Covas, vai ser o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que investigará os mal-feitos (roubos e desvios de dinheiro público) nos trens e metrôs de São Paulo, a começar pelo governo do avô dele.

Pouca gente sabe, porque a mídia não dá essa importância toda aos desvios de dinheiro público pelos tucanos, que a corrupção nos contratos de trens e metrôs de São Paulo vem desde o governo Mário Covas até Geraldo Alckmin.

São mais de 20 anos de intensos desvios de dinheiro público, mas nem o Ministério Público, nem a justiça se interessam por esses fatos.

Já é difícil uma CPI ser instalada contra os tucanos, mas quando passa, eles é que vão dirigir.

O mais interessante é que em toda CPI, a praxe é a de que o proponente seja o presidente. O autor do requerimento com o pedido da CPI, deputado Antônio Mentor (PT) foi preterido porque, desta vez os tucanos quebraram essa regra da Assembleia Legislativa de São Paulo,  e colocaram o neto do investigado para presidí-la.

Essa, que vai ser instalada em São Paulo, será uma CPI de neto para avô.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: