A JUSTIÇA E SEU LADO POLÍTICO – UM ATALHO PARA INJUSTIÇA

Reproduzo artigo de Bob Fernandes, do Terra Magazine e comentarista da TV Gazeta

Os do PT estão presos. Os outros todos, soltos e acusando

 
Governo e oposição. Está posto, e se acirra no Brasil, um debate onde viseiras se tornam obrigatórias, cada vez mais. Debate esse que arrasta milhões e milhões nas redes sociais e nas mídias. Com ares de Inquisição, todo e qualquer assunto produz blocos rígidos.
 
Das biografias à prisão dos condenados pelo Supremo, dos médicos cubanos aos cães Beagle, tudo divide de maneira feroz. Exige adesão incondicional a verdades e dogmas absolutos.
 
Se alguém, por exemplo, opinar, disser que José Genoino nunca foi bandido -e nunca foi, como sabem políticos e jornalistas- será pendurado por um lado da arquibancada.
 
Esse é um lado. Mas há o outro. No começo do ano, Tarso Genro, governador do Rio Grande do Sul, e do PT, admitiu e cobrou:
– Usamos os métodos que criticávamos.
 
Quando disse isso, ranger de dentes e críticas em seu partido, o PT.
 
O PT errou, e muito, ao associar-se a Marcos Valério. Errou, muito mais ainda, a porção do PT que jogou com Daniel Dantas. E isso, o jogo com Dantas, foi fato.
 
Fato e erro que o partido jamais admitiu. Fato e erro que, como outros, custaram muito caro ao PT.
 
Cada um só admite seus dogmas e suas verdades. De parte a parte. Fernando Henrique, por exemplo, comentou a reação de petistas às prisões de agora. Disse:
– Temos que dar um basta nisso, chega de desfaçatez.
 
Presidente Fernando Henrique: no ano passado, mesmo alegando não saber quem comprou, o senhor, enfim, 14 anos depois admitiu ter havido compra de votos na aprovação da emenda para… sua reeleição.
 
No livro "O Príncipe da Privataria", o ex-deputado Narciso Mendes relata a Palmério Dória: cada voto custou R$ 200 mil. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) conta: "Tinha fila para vender voto".
 
Recorde-se: à época o Procurador Geral da República, Geraldo Brindeiro, engavetou a denúncia. E o congresso rejeitou uma CPI. Como rejeitaria tantas outras.
 
Mesmo com tanto dogma e tanta viseira, há uma verdade que, essa sim, é absoluta. É inquestionável, sólida como uma rocha.
 
A verdade é: os réus do chamado "mensalão" estão… presos. Depois de nove anos de escândalo e manchetes estão na Papuda; menos o Pizzolatto, que fugiu. Foram julgados, condenados, e já estão presos… e ainda nas manchetes.
 
Pergunta: onde estão todos os demais personagens? Personagens de mega escândalos, os de ontem e os de hoje, de todo e qualquer partido.
 
Estão soltos, todos. O resto está por ai. Impune. Muitos deles, muitas vezes, nas manchetes… mas como acusadores.
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: