ANATEL – FECHA OU DEFENDE OS USUÁRIOS

OS ASSALTOS DAS OPERADORAS AOS CLIENTES SEM PROTEÇÃO

A Presidenta Dilma deveria fechar a ANATEL e outras ANA’s, as tais agencias reguladoras.

Nós, brasileiros, somos desrespeitados todos os dias pelas prestadoras de serviços, seja de telefonia, energia, combustíveis, etc., sob as barbas das tais agências, sem que nenhum resultado chegue ao consumidor.

Tomemos como exemplo o que a empresa de telefonia Oi está fazendo com seus usuários.

Compra-se um pacote de internet da OI Velox.

Digamos um pacote de 10 Mega.

A telefônica entrega 1,0 Mega. 10% do contratado.

Como e onde reclamar?

Comecemos pela própria Oi Velox.

Você liga e vai repetindo as palavras que a operadora pede, até chegar no serviço que o usuário vai utilizar. No caso do Velox, reclamações sobre consertos, aumento de velocidade, etc.

Quando se chega ao serviço pretendido, é dado ao cliente o número do protocolo, que como veremos adiante, não serve para nada, e é solta uma gravação, alertando que aquela conversa vai ser gravada.

Conversa que nunca vai existir, porque do lado de lá ninguém vai falar.

O atendente pede que falemos sobre o motivo da ligação. Quando se diz que é sobre a velocidade da internet, ele pede para o usuário aguardar, enquanto ele vai checar não se sabe o quê.

Essa checagem pode demorar entre 30 e eternidade de minutos, porque ele não retorna.

De vez em quando, para dar a entender que ainda está na linha, aumenta o som da música de fundo, para novamente retornar ao silencio profundo, até o cliente se cansar, desistir e desligar.

Como o usuário dessa arapuca vai reclamar seus direitos, e a quem?

Para reclamar direitos, a tal ANATEL disponibiliza um telefone, que você liga, é atendido, faz-se um cadastro, repassamos o protocolo da pretensa reclamação da operadora, e nos é dado um número de protocolo da ANATEL, e a promessa de que em cinco dias a operadora vai normalizar a velocidade.

Cinco dias!

E quem quiser reclamar na justiça?

É quase impossível.

Para o cliente processar a operadora, terá que provar que não está recebendo a velocidade contratada. Para isso, deve ter em mãos um comprovante da velocidade recebida, e com ele registrar um B.O em uma delegacia qualquer.

Agora vem um impasse, que vai tornar a reclamação do usuário impossível: na justiça: a Oi Vélox só aceita a medição da velocidade se for feita em um velocímetro autorizado por ela, no caso o RJ.Net. (Leia-se: RJ ponto Net). Não confundir com o RJNET, que é outro velocímetro, mas a operadora não aceita.

Quando se acessa o tal velocímetro, o RJ.Net, o programa pede o nome do usuário e uma senha, que só é fornecida pela Oi Vélox!

O enganado cliente liga novamente para a operadora, na tentativa de obter essa senha, mas o tratamento é o mesmo: uma eternidade de espera infrutífera, porque eles não retornam com a resposta.

Quando se consegue entrar na justiça, geralmente o Juizado de Pequenas Causas, quem vai te barrar é o magistrado, sua excelência o juiz.

O cliente foi enganado em sua boa fé ao comprar um produto, e este não lhe foi entregue em sua totalidade; perdeu tempo tentando dialogar com a operadora, na tentativa de sanar a situação; houve má fé quando venderam 10 e o usuário recebeu só um; houve danos morais pelo desrespeito; houve danos financeiros porque a fatura vem cobrando 10 MB e só um foi recebido, etc, etc…

Geralmente os juízes atuam como verdadeiro defensor das espertas operadoras seja de que serviço for, quando inibem o cidadão na cobrança de seus direitos usurpados.

Muitos dizem que ali não é local para enriquecer ninguém, como se 20 salários mínimos por danos morais tornassem pessoas ricas e felizes.

Não levam em conta dois fatores: o constrangimento do cidadão, quando cobra um direito que lhe é devido, e a abertura das portas dos tribunais para que mais prestadoras de serviços possam espezinhar seus clientes ao arrepio da lei, com o apoio quase explicito de quem teria a obrigação de protegê-los, no caso, o juiz.

Isso porque, quando um magistrado se nega a dar um direito, baseado na premissa do enriquecimento, ele está dando uma senha para que as operadoras continuem com suas maquiavélicas atitudes.

Ora, se uma operadora, no caso a Oi Vélox, toma nove MB de um cliente, que lhe comprou dez, e um magistrado nega a esse cliente o reconhecimento de seus direitos, dois fatos advirão desta decisão: primeiro, é que da próxima vez o cliente não irá mais buscar seus direitos, não procurará mais a justiça, é perda de tempo; segundo, a operadora fica livre para explorar a quem ela quiser, certa de que outros não mais buscarão reparos.

Como a quantidade de usuários enganados, que não buscam reparação, é muito maior do que os que procuram, as prestadoras de serviços acabam ganhando duas vezes: uma  pela usurpação de parte serviço vendido; outra pela reparação dos danos, que nunca é o pretendido.

E todas nadam em dinheiro sem ter que dá muitas satisfações.

A ANATEL entra como coelhinha nessa guerra de enganação.

Se o cliente reclama a Agência Reguladora, que a prestadora não está entregando o serviço contratado, e ANATEL retorna para dizer que dentro de cinco dias o serviço estará regularizado, a pergunta que fica é: e no sexto dia, a Agencia garante que o serviço estará sendo prestado conforme o contratado? Ou ele vai ter que recomeçar a reclamação outra vez?

Por que a ANATEL não disponibiliza pela internet um velocímetro comum para uso de todos os usuários?

Como a ANATEL avalia se o atendimento está sendo satisfatório por parte das operadoras?

A ANATEL, por acaso, já se dispôs a colocar um funcionário para, diariamente, ligar para as prestadoras de serviços, a fim de medir a qualidade do atendimento e saber como os clientes, que ela deveria proteger, estão sendo tratados?

À propósito, acabo de medir em um velocímetro não autorizado pela Oi Velox, minha velocidade contratada de 10MB.

RESULTADO DO TESTE

Velocidade média registrada

1741.41 kbps
(sua velocidade atual)
Estatísticas da sua conexão:
Taxa de transferência: 213.41 KB/s

Qualidade da Conexão
Streaming de áudio/vídeo: alta/alta

 

Exemplos de download:
Adobe Reader (20,2MB): 1 minuto e 36 segundos;
Mozilla Firefox (4,9MB): 23 segundos;
WinRAR (1,1MB): 5 segundos.

– Feche as transferências que estiverem ocorrendo.
– Teste baseado na velocidade média de tráfego atual.

Informações:
– Dia: 22/11/11.
– Hora: 23:17:51.

Menos de 1,5 MB.

Uma perguntinha idiota, imbecil mas bastante elucidativa: ANATEL, no final do mês a Oi Vélox vai me mandar uma fatura, cobrando uma conexão de internet de 10MB. Explique para mim e para milhões de brasileiros, que nesse instante estão sendo enganados por essa e outras operadoras, o que devemos fazer? Pagar a conta, calados, ou fazer um movimento nacional, pedindo à Presidenta Dilma que feche essa agência, que não atende aos anseios dos avanços que o Brasil há conquistado?

Fecha a ANATEL ou ela vai defender os clientes brasileiros da ganância das operadoras de telefonia?

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • pina  On 23/01/2013 at 06:28

    a antel esta processando nois brasileiro que tem um roteador e compartilha com o vizinho o motivo e que as operadora não tem porta disponivel .anatel vem lacra meu equipamento que comprei com meu dinheiro com nota e é um produto homologado pela mesma
    peço que em especial o ministro da comunicação olhe por nois brasileiro que pagamos nossos imposto criado para movimental os orgão publico para pagar seus salarios” não é “.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: