RECADO A UM PORTUGUÊS

 PERGUNTE AO NOSSO POVO

O secretário-geral do PSD português, Miguel Relvas, anda dizendo que Portugal precisa de um choque de gestão para recuperação de sua economia.

A mídia neoliberal já escancara essa idéia por todos os cantos, fazendo ecoar nos pricipais jornais, sobretudo, brasileiros. 

Digam lá para esse senhor Miguel Relvas que o Brasil entrou nessa de choque de gestão e faliu três vezes.

O choque ecoou nos empregos das pessoas, ricocheteou na muralha dos bolsos vazios e os fragmentos atingiram a barriga de milhões de brasileiros.

A explosão foi mais brutal para as pessoas de poucos recursos educativos. Retiraram-lhes os financiamentos de créditos agrícolas, fecharam as portas dos bancos e sem ter como financiar suas lavouras, pequenos agricultores foram para as periferias das grandes cidades e o país viveu a maior migração interna que se tem notícia.

Senhor Miguel Relvas, o resultado dessa revoada foi o crescimento da marginalidade juvenil e a explosão das meninas de vida fácil, cujos maiores fregueses foram justamente seus compatriotas. Lembra-se da emboscada que eles caíram no Ceará, quando procuravam esse tipo de diversão e foram trucidados por um conterrâneo seu?

A dieta para o estado brasileiro emagrecer, foi  lancinante.

Com o rótulo de venda, doaram nossas empresas aos amigos financiadores de campanha, transferindo bens construídos com dinheiro do povo para os portfólios de mega amigos.

Os bancos estatais passaram por esse emagrecimento da forma mais imbecil e corrupta que se tem noticia na história econômica universal: simplesmente roubaram todos os ativos de  todos eles, com o dinheiro sendo transferido para os cofres ou bolsos dos mandatários de então, quando não, divididos entre eles mesmos, como foi o caso Banco do Estado do Ceará – BEC, o exemplo mais contundente de como emagrecer um órgão público.

Digam a esse senhor Miguel Relvas que essa mesma música o FMI cantou para várias nações do mundo e todas elas faliram.

Senhor Miguel Relvas, as únicas pessoas que lograram êxito com essa estória de choque de gestão foram as mesmas que já vinham tendo sucesso.

Na hora em que os países, que adotaram o tal choque, precisaram dos investimentos daqueles que mais lucraram, estes pegaram suas moedinhas, trancaram em seus cofres e ficaram esperando o estado magro voltar a investir para recuperar sua economia.

O que o mundo lucrou com o choque de gestão?

Senhor Miguel Relvas o Brasil foi um exemplo dos dois extremos do que agora vos falei.

A recuperação se deu por iniciativa de um embriagado.

O senhor quer usar o exemplo de um drogado.

Para saber quem foi mais bem sucedido, pergunte ao nosso povo.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: